Com efeito, desde que Ulisses tapou os seus ouvidos e se amarrou firmemente nos mastros de seu navio, para não ser seduzido por Circe e pelas demais sereias, teria se perdido aqui uma relação direta então existente entre o homem e a natureza.

 Joel Birman, in MENEGAT, Marildo. “Depois do Fim do Mundo - a crise da modernidade e a barbárie.”